quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Respiração



beija flor - google

"Nossa energia vem, basicamente, da respiração. Se o cérebro não recebe a quantidade certa de oxigênio, não temos a energia vital suficiente para nos desenvolver e mudar."

(David Frowley)

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Yoga

flor do cerrado - google

A Yoga é um método para restringir a turbulência natural dos pensamentos. Estes, se não forem dominados, impedem todos os homens , imparcialmente, em todas as terras, de vislumbrar sua verdadeira natureza, que é Espírito. Como a luz curativa do sol, a yoga é benéfica tanto para os orientais como para os ocidentais. Os pensamentos da maioria das pessoas são inquietos e caprichosos; é patente a necessidade da yoga: a ciência do controle da mente. O antigo rishi Patanjali define yoga como "neutralização das ondas que se alternam na consciência".

(Paramahansa Yogananda - Autobiografia de um Iogue)

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

O Nobre



flores do cerrado - google

Aquele que é inofensivo, que não fere nem causa ou incentiva a morte de qualquer ser, fraco ou forte, a este eu chamo de nobre.

Aquele que é amável entre os hostis, suave entre os agressivos e livre de ambições entre os que cobiçam, a este eu chamo de nobre.

Aquele cuja luxúria, má vontade, orgulho e ingratidão tenham caído, assim como a semente de mostarda cai da ponta de uma agulha, a este eu chamo de nobre.

Aquele cujas palavras são gentis, instrutivas, verdadeiras e inofensivas, a este eu chamo de nobre.

(O Dhammapada)

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Meditação - por Sadhguruji


Essencialmente, a meditação significa experiencia em perceber que você não é uma bolha individual - você é um universo.
(citação mística de Sadhguru)

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Paz

Muitos problemas que estamos  enfrentando é da nossa própria criação. E aqui há uma grande contradição, porque ninguém quer um problema, mas nós mesmos criamos um monte de problemas com as emoções. Emoções positivas e emoções destrutivas, criadas pelo homem. Raiva, ciúmes estão relacionadas com a sensação de auto-centramento, atitude egocêntrica. Aí vem o medo que cria a irritação e a irritação cria raiva, e raiva, por sua vez, cria violência. Portanto, quando falamos de paz, devemos alcançar a paz interior. A paz elimina a raiva, a paz cria genuína compaixão que elimina a violência.

(Dalai Lama)

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Poema do arrependimento

Foto: Lou Gaioto




Todo carma prejudicial alguma vez cometido por mim, desde tempos imemoriáveis

Devido à minha ganância, raiva e ignorância sem limites

Nascido de meu corpo, boca e mente

Agora, de tudo, eu me arrependo.



Desde a época de Xaquiamuni Buda esse poema tem sido entoado de quinze em quinze dias, nas luas cheias e luas novas de cada mês.

É um momento de reflexão profunda sobre a nossa responsabilidade.

Somos responsáveis por nossas ações, palavras e pensamentos.

Podemos ter ações, palavras e pensamentos Buda - isto é, com discernimento correto, sabedoria, compreensão profunda da realidade - ou não.

É preciso acordar para a mente à procura da Iluminação, a mente à procura dessa sabedoria, dessa compreensão clara e profunda da realidade.

Tendo acordado para essa mente, precisamos continuar a prática incessante Buda. Falhamos. Assim, de tempos em tempos nos arrependemos e nos comprometemos a nos transformar. Ao menos fazer o esforço de corrigir nossos erros e faltas.

O arrependimento nos purifica e torna acessível a pureza ilimitada e a mente iluminada.

Logo, repita três vezes o poema do Arrependimento e, do seu mais intimo e verdadeiro estado, penetre o Caminho de Buda.

Mãos em prece
Monja Coen

terça-feira, 1 de agosto de 2017

O JUSTO

Não é justo o homem que julga impulsivamente, mas sim aquele que sabe distinguir entre o que é verdadeiro e o que é falso. 
Crianças Guarani Kaiowá/MS, foto Egon Heck

Qualquer um que guiar os outros apropriadamente, sem uso de força ou violência, como um guardião da justiça será chamado de sábio.

Um homem não é sábio por causa da sua eloquência. Mas aquele que é seguro, destemido e sem ódio, este sim, é um sábio.

Ele não é sábio apenas por ficar em silêncio; ele pode ser tolo e ignorante. Aquele que é ponderado e compreensivo, valorizando o bem e rejeitando o mal, este é sábio e por esta razão é chamado "sábio". Aquele que, em silêncio, medita na vida interior e exterior, tendo escolhido o bem em detrimento do mal, deve ser chamado "sábio". 

Nenhum homem pode ser considerado Nobre se prejudica os seres viventes. Apenas exercendo a inofensividade, a não violência, perante os seres viventes, poderá um homem ser considerado um verdadeiro Nobre. 

(Dhammapada)

Sesshin em Brasília

Arte: Hugo Pullen